Número de Visitas - Blog criado dia 14/11/10

20 de out de 2015

Testando Esfuminho

    O ideal quando vamos desenhar é trabalhar todo o desenho com o lápis e somente usar o esfuminho para suavizar ou acentuar a tonalidade do grafite, e não usar o esfuminho sujo para sombrear, mas cada um tem um jeito próprio de usar e gosta mais de um material do que outro. Vamos aos testes, dessa vem com 12 materiais usados para esfumar desenhos. São eles: cotonete, algodão, disco de algodão, caneta borracha com algodão, papel toalha, papel higiênico, flanela, 'dedos', pincel duro, pincel macio, absovernte interno e alem é claro o esfuminho. Fiz um degradê com lápis 3B para iniciar o teste.
O cotonete creio eu seja um dos mais usados pelos que não encontram o esfuminho para comprar. Ele é bem legal, fica suave e não tira toda a textura do lápis. Ideal para pequenas áreas.
O algodão semelhante ao cotonete, suavisa bem, deixa um degradê mais homogêneo e clareia um pouco, ideal para grandes áreas como pele ou fundo.
O disco de algodão aqueles usados para retirar maquiagem, por ter uma superfície mais selada, suaviza menos, ideal para áreas grandes se você quiser manter um pouco da textura do lápis.
A caneta borracha com o chumaço de algodão enrrolado dentro, por ser mais firme com o uso da caneta tem mais precisão do que o algodão solto.
O papel toalha quase não esfuma, por ser mais poroso eu diria que borra mais do que ajuda, talves para fundo seja legal.
O papel higiênico folha dupla é ótimo, espalha bem o grafite, fica uniforme e suave.
A flanela de algodão é melhor que seja branca, pos aquelas laranja ou vermelha, soltam tinta, ela suavisa pouco, semelhante ao disco de algodão, mais é bem mais prático e duradouro.
O uso dos dedos, apesar de muitos usarem, em trabalhos com giz pastel ou carvão é até bem útil, mas em desenhos de grafite, a oleosidade da pele pode deixar marcas no papel que ficam bem feias quando tentar trabalhar novamente naquela área. Sem falar que não esfuma tão bem assim como os outros materiais aqui testados, então evite usar seus dedos.
Pincel de cerdas duras, ideal para áreas de muita sombra, o pincel empurra o grafite que ficou solto na superfície do papel e o enpurra para dentro da fibra, alisando e escurecendo a tonalidade do sombreado, ideal para áreas escuras como babelo e para fundo preto.
O pincel de cersas macios, semelhante ao de cerdas duras, também empurra o grafite para dentro do papel, mas de forma mais suave e gradativa, ideal mara transição de meios tons de cinza.
O absorvente intimo, duvido que alguém já tenha imaginado em usar isso em desenho, quero deixar claro que é só uma sugestão, ele é feito de algodão prenssado e tem várias espessuras assim como o esfuminho, então da pra usá-lo caso não encontre algo parecido, testei e diria que é até bem eficiente assim como um cotonete e temos mais controle sobre o próprio.
E para finalizar o esfuminho que sem dúvida é o que melhor suavisa e espalha o grafite, tem várias espessuras e marcas, tanto podemos conseguir suavisar os riscos do lápis, como escurecer o tom passando várias veses.
Então é isso, procure usar o que tiver em mãos e se adaptar melhor. Não existe regras nessa arte. Mas não esqueça de antes de sair esfumando qualquer rabisco, trabalhe bem a luz e sombra com o lápis, construa e dê volume ao seu desenho e só depois use o esfuminho para acabamento e realce do seu trabalho e se necessário trabalhe novamente com o lápis e mescle os materiais para esfumar e conseguir efeitos variados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Poste aqui seu comentário e compartilhe o link do blog para seus amigos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Rastreamento

Formulário de Rastreamento
  Rastreamento de Objetos
Objeto(s):


       Exemplos de consulta de:
  • Um objeto: SS123456789BR
  • Lista de objetos: SS123456789BR; SS912345678BR; SS891234567BR
    Informe o código de no máximo 10 objetos separando-os por ponto e vírgula

       Resposta em:    Português     English